Estética BucalGengivasSaúde Bucal

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) finalmente proibiu a venda de clareadores dentais sem prescrição de dentistas. A medida atende a um pedido do Conselho Regional de Odontologia do Estado de São Paulo (Crosp), feito ainda em 2011, motivado por denúncias contra sites na internet que vendem os produtos.

O presidente do Crosp, Claudio Miyake, comemorou a decisão. “O uso de clareadores, sem orientação profissional, pode oferecer riscos e não deve ser comercializado de forma indiscriminada”, afirma.

Clareamento dental

De acordo com a resolução da Anvisa, fica proibida a venda sem prescrição de produtos que contenham concentração superior a 3% das substâncias peróxido de hidrogênio e peróxido de carbamida, como é o caso das fitas branqueadoras da Oral-B. As tiras são facilmente encontradas em supermercados e na internet, mas a partir de agora apenas farmácias poderão comercializar esse tipo de produto.

Nas embalagens dos clareadores, também serão obrigatórios a tarja vermelha e o aviso “Venda Sob Prescrição Odontológica”.

Com a normatização, será possível punir quem vende irregularmente. Na internet, há fórmulas mágicas que prometem o clareamento, mas não há nenhuma preocupação com a saúde, apenas com a estética.

 

 

Fonte: odonto divas

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário