Saúde BucalSem categoria

Alguns hábitos de higiene podem ajudar a aliviar os inconvenientes de quem não tem o hálito sempre cheiroso.

O mau hálito, também conhecido como halitose, não é um fenômeno misterioso. Sabemos precisamente a sua causa imediata: a presença de compostos de enxofre que dão à respiração um cheiro de ovo podre.

Mas vamos lá, nem tudo está perdido.

Os primeiros responsáveis: bactérias

Em nove de cada dez casos, a causa do mau hálito está na boca. Acredita-se que as bactérias se acumulam nos sulcos das papilas gustativas na parte posterior da língua. Estas são as bactérias que produzem os compostos de enxofre extremamente voláteis que escapam para o ar expirado. A presença destas bactérias, explica o mau hálito matinal. A saliva é menos abundante durante a noite, então as bactérias tendem a acumular-se. Simplesmente levantar-se, beber ou tomar café da manhã podem ser suficientes para eliminar o mau cheiro.

Ainda não está claro por que algumas pessoas produzem uma grande quantidade de compostos de enxofre e outras menos. O mau estado das gengivas, a presença de cáries ou um tratamento de obturação podem causar a acumulação de bactérias e de restos de alimentos. Então, se você sentir que seu hálito mudou de repente, o primeiro passo é definitivamente visitar o seu dentista para verificar a condição de seus dentes e gengivas.

Escovar a língua

Frequentemente o mau hálito se desenvolve sem causa específica, mesmo entre as pessoas com boa higiene dental. Então não podemos fazer muito mais do que reforçar todas as regras de higiene: escovar os dentes após cada refeição e usar fio dental à noite para remover restos alimentares entre os dentes, é o mínimo necessário. Também é recomendado escovar a língua, especialmente a parte traseira onde as papilas são mais pronunciadas. Raspadores de língua, vendidos em farmácias, também podem ser usados. O interior das bochechas também deve ser escovado, de modo a reduzir as bactérias.

Bochechos refrescantes de eucalipto ou hortelã, apenas mascaram os odores por alguns minutos. Bochechos com fluors antibacterianos, por exemplo, não são recomendados para o uso regular por causa dos seus efeitos colaterais. Tem sido criticados, em especial por aumentar o risco de câncer oral. Esses bochechos não podem substituir cuidados de higiene dental.

Evitar a boca seca

Gomas de mascar, pastilhas e sprays também têm um efeito de mascaramento muito efêmero. Mas pelo menos eles fazem a boca salivar. Sabe-se que boca seca aumenta o risco do mau hálito.

Algumas doenças podem reduzir a secreção de saliva. Este é também o caso do tabaco, que proporciona, além disso, o cheiro peculiar.

Cheiro de peixe podre

Outras causas de mau hálito são bem conhecidas. Uma peculiaridade genética rara, recentemente identificou a Trimetilaminúria, que é responsável por um odor de peixe. Infelizmente, não há remédios realmente eficazes. Algumas doenças comuns, como infecções otorrinolaringológicas são causas de mau hálito, mas é transitória e desaparece com a cura da doença.

Fonte: Doutissima

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário