Próteses

01) Quais são os tipos de próteses dentárias?

Próteses fixas (sobre dentes e sobre implantes), próteses removíveis (parciais ou totais). Com relação ao material, temos as próteses “metal free”, sem estrutura metálica, com estética infinitamente superior; as metalo-cerâmicas (muito resistentes e duradouras) indicadas para molares; metalo-plásticas – metal + resina + dentes em resina composta, para próteses removíveis sobre dentes naturais e/ou sobre implantes dentários.

02) Quais são os casos que são necessários a colocação de próteses dentárias?

A ausência de um único dente provoca sérios danos ao sistema estomato-gnático (dentes,músculos, ligamentos e articulações têmporo-mandibulares). Dessa forma, recomenda-se corrigir desde a falta de um único dente até o perda total dos dentes. A boca é um órgão fundamental para o organismo, portanto deve estar sempre bem cuidada e em perfeitas condições.

03) O que são implantes dentários?

Os implantes dentários são parafusos de titânio comercialmente puro, biocompatíveis com o tecido ósseo e gengival, que são cirurgicamente inseridos dentro do ossos. A principal função dos implantes dentários é a de “substituir” as raízes naturais perdidas, promovendo a retenção mecânica dos mais diversos tipos de próteses (parciais e totais, fixas ou removíveis). Como informação adicional, os mesmos implantes dentários podem ser utilizados na retenção de próteses oculares, nasais, auriculares, dedos e até mãos. Devemos essa descoberta ao médico sueco Dr. Per Ingvar Branemark, que inventou a técnica há mais de 50 anos. Trata-se definitivamente de um procedimento seguro e confiável, desde que executado por um profissional competente e que utilize um implante dentário da melhor qualidade e procedência.

04) Manutenção de próteses dentárias?

Higienizar no mínimo 3 vezes ao dia com fio dental, escovas interdentais (fundamentais para quem usa prótese) e escova de dentes apropriada para cada tipo de prótese. Visitas regulares ao consultório de 4 em 4 meses são fundamentais, pois ajudam a prevenir uma série de doenças, e aumentar a vida útil das próteses e restaurações. No caso da perda óssea que ocorre com o passar dos anos, deve-se realizar um reembasamento (enchimento) com resina acrílica destas próteses uma vez a cada 12 meses, com a finalidade de mantê-las sempre firmes e em íntimo contato com o tecido mucoso gengival para que não percam a retenção e fiquem soltas, dificultando a mastigação e a fonação.

05) Manutenção de implantes dentários?

Manutenção em casa com fio dental, escovas interdentais e escovas próprias para próteses sobre implantes no mínimo 3 vezes ao dia, acrescido de bochechos com colutórios sem álcool. Visitas regulares de 4 em 4 meses são fundamentais.

06) Nos dias de hoje, quanto tempo duram os implantes dentárias e as próteses dentárias?

Se o paciente higienizar corretamente em casa e tiver a disciplina de visitar regularmente o dentista, os implantes e das próteses sobre implantes podem durar até o fim da vida. A qualidade e marca dos implantes também interferem na durabilidade dos mesmos. Inúmeros estudos científicos da empresa suíça Straumann ao longo de 10 anos evidenciaram que a taxa de sucesso dos implantes dentários é algo ao redor de 98%, ao passo que raizes com canal tratado + pinos de ouro e coroas de porcelana, no mesmo período, tem uma taxa de sobrevivência de 80%. As próteses dentárias podem ter uma duração média entre 5 e 10 anos (veja bem estamos falando de média) mas se bem feitas por um bom profissional dentista, um bom protético (técnico de laboratório) que utiliza aparelhagem e materiais de primeira linha, podem durar mais. Próteses com dentes pré-fabricados sobre resina acrílica duram menos que as porcelanas pois as resinas desgastam e pigmentam com mais facilidade, tendo portanto indicação para substitução dos dentes de 5 em 5 anos, dependendo dos cuidados e força de mordida de cada paciente.

07) Quais os benefícios das próteses dentárias e implantes dentários para o indivíduo?

Melhora da eficiência mastigatória (mais saúde pois mastigando melhor se entrega o alimento processado ao estômago que terá que injetar menos suco gástrico, reduzindo o índice de gastrite naqueles que não conseguem mastigar direito); aumento da sobrevida nas pessoas da terceira idade, que tem mais prazer em comer e ganham aumento de peso; aumenta a auto-estima pela melhora estética e pelo fato da pessoa não ficar com receio da prótese soltar ao falar ou comer, em qualquer idade; melhora da estética dental, facial, com preenchimento do lábio superior e diminuição da rugas e queilite angular. Em suma, poder mastigar bem sem dor, falar, sorrir, gargalhar, reintegra o indivíduo ao meio social. É preciso que todas as pessoas se conscientizem que a boca é um órgão importantíssimo, ligado ao restante do corpo e que merece o mesmo cuidado! Portanto, invista em seu sorriso, na sua saúde bucal, pois várias patologias da boca podem levar a sérios problemas de coração, pulmão e até derrame!

 

Fonte: http://goo.gl/rDhm60